segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Gan Eden - jardim do Éden











Shalom, amados!

Vou postar aqui algumas fotos que bati, de um lugar muito especial, onde irei passar a virada do ano...


Nada como desfrutar da criação de nosso Pai, e curtir isso tudo que Ele fez só para nós...


Fiquem com Deus!

Caminhar...




Shalom, shalom!


Amados, chegamos a mais um fim de ano....


No post anterior, já refleti sobre os planos e projetos que sempre fizemos nesta época do ano, mas gostaria de agora desejar a todos em excelente fim de ano, repleto de realizações e de experiência com o Senhor!


Que os planos dEle possam ser estabelecidos sobre as nossas vidas; e que não esqueçamos de VIVER!


Ele não nos criou para vivermos isolados em um mosteiro qualquer, mas para celebrar a VIDA!Aqui e agora!


E celebrar a vida que Jesus nos deu é a mais alta forma de adoração!


Muitos pensam que adorar é somente cantar canções, ou chorar em cânticos na igreja...não!


Não é somente isso!


Adorar, conforme Paulo escreve em Romanos 12, é viver para Ele.É ser humano em seus aspecto vivencial, é ter uma vida de gratidão pela graça que nos é dada todos os dias.


Então..........neste ano que se inicia, que possamos viver nossas vidas com intensidade, sem receio de encarar de frente os medos, as limitações...mas viver!


Vamos viver neste ano novo?


Um ótimo fim de ano, que o Senhor abençoe a todos que têm acompanhado este blogueiro, e felicidade a todos!



Um forte abraço de seu amigo,


Daniel Ben Iossef

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Pensamentos de fim de ano...




“Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do Senhor permanecerá”.
Pv 19.21


Shalom a todos!


Tenho refletido, neste fim de ano, em algo que todos nós, de um modo ou de outro, acabamos fazendo : PLANOS e PROJETOS!


E como todo mundo, quantos deles acabam ficando pelo caminho?


Ou é melhor não planejar nada?


Pense nesta afirmação:



A MAIOR TRAGÉDIA DA VIDA NÃO É A MORTE, MAS UMA VIDA SEM PROPÓSITOS.



Todos nós temos que ter planos e metas.



Em primeiro lugar, devemos discernir se os propósitos em nossos corações são nossos ou vem de Deus. E só aqueles que são do Senhor permanecem.



Pense nos projetos que você idealizou no começo deste ano. Quantos ficaram pelo caminho?Quantos não vieram de Deus?Ou eram de Deus, mas não era ainda o tempo de se cumprir em nossas vidas?



O que é um propósito?



Propósito é a razão pela qual alguma coisa existe, foi feita. É aquilo que o Criador quis que fosse; é aquilo que Ele quis que existisse. Você, por exemplo!



O propósito vem antes do resultado. Se não chegamos a lugar nenhum, será que tínhamos algum propósito?



Aprenda uma coisa: SOMOS MOVIDOS PELA VISÃO. E A VISÃO GERA A FÉ!NOSSA MISSÃO É TRAZER A EXISTÊNCIA AQUILO QUE NÃO EXISTE = ISSO É FÉ!


Portanto, neste ano que se aproxima, o Senhor o desafia a uma mudança, uma virada em sua vida.



Tenha o propósito de, em seu coração, obter a visão de Deus – de trazer à existência aquilo que ainda não existe!Isso é viver pela fé!



Tenha o propósito de crescer como SER HUMANO – deixe de lado o TER HUMANO, para SER!



Tenha uma vida sábia, que vive e aplica os princípios da Palavra. Pois apenas saber e não utiliza-los é comparado a uma vida de fé sem obras – que é uma fé morta!Então, sejamos homens e mulheres de fé!



Busque mais conhecimento da Palavra: faça um plano anual de leitura – leia um capítulo de provérbios por dia, e leia o livro em um mês, todos os meses do ano. Estude os princípios do sermão do monte, pratique-os.... Participe de uma célula, freqüente os cultos – acima de tudo, tenha atitudes que o aproximem do Senhor.



Pois todas as vezes que alguém se propôs a buscá-lo, sempre encontrou o Autor da Vida.



Tenha o propósito de aprofundar seu relacionamento com a sua família. De ser um empregado exemplar. De ser um exemplo como pai e mãe. De saber honrar com a sua vida seus pais.



Tenha o propósito de que este ano de 2009 seja o ano da esperança, dos milagres, da fé e acima de tudo, do amor. Pois esta é a essência do nosso Deus – ELE É AMOR!Nós podemos amar, mas não somos amor – ELE É!



Tenha um fim de ano abençoado, e viva os propósitos de Deus!



Que tal abraçar estes projetos e concretizá-los até o fim do ano que vem?



No Messias,

Daniel Ben Iossef

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Sabedoria e praticidade...




"A sabedoria do prudente é entender o seu próprio caminho..."Pv 14.8a


Shalom!


O que vêm à sua mente quando você pensa na palavra sabedoria?


O que é para você uma pessoa sábia?


Na maioria das vezes, pensamos em alguém que é sábio apenas como uma pessoa que possui um vasto conhecimento das escrituras, ou domina um assunto qualquer.Alguém que muitos param ( e às vezes, até pagam) para ouvir.


Pois bem...a palavra sabedoria no hebraico é "Hochmâ" - lê-se "Rorrimâ", que tem o sentido de atitudes práticas, realizadas no dia-a-dia, relacionadas com a vontade soberana de Deus.Ou não.


Assim, observamos que, diferente do contexto greco-romano que muitas vezes estamos acostumados, a sabedoria no pensameto hebraico não é algo etéreo, mas sim, atitudes práticas.


Aquilo que sei de Deus, e o traduzo em ações.Como diz Tiago, uma fé que não é morta, pois é acompanhada por obras.


Então...o quanto temos sido sábios?


O quanto temos vivido a prática da Palavra de Deus?


Deixe eu te dizer algo...........o Messias, Jesus, não veio para salvar a sua alma....


Ele veio para salvar a nossa existência!Aqui e agora!E isso inclui a nossa alma, nosso coração, nossas emoções, relacionamentos, e tudo o que envolve o aspecto humano de SER HUMANO!


Somos sábios?


Temos entendido e compreendido o nosso próprio caminho?


Aqui, a palavra caminho é "Dérech" - que significa o modo como alguém se comporta, ou o comportamento humano.Nossa atitudes e nosso modo de viver.


Assim, o quanto de sabedoria tem estado presente em nosso caminhar diário?


Temos realmente compreendido os passos que damos nesta terra?E mais do que isso, temos escrito nossa própria história, ou vivido a história que o Senhor escreveu para nós?


Seja sincero consigo mesmo, e responda a estas perguntas....e que possamos nos tornar cada vez mais sábios, em nosso proceder e em nossas atitudes - refletindo a Palavra de Deus, que vive em nós!


No Messias,


Daniel Ben Iossef

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Jonas, Jonas.....




"Veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo:
Dispõe-te, vai à grande cidade de Nínive e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim."




Shalom!


Este texto é muito valioso, com muitas lições práticas para a nossa caminhada diária com o Senhor...


Todos os dias, nos deparamos com situações das mais diversas, e muitas vezes, não sabemos como agir.Por isso, uma leitura mais atenta à história de Jonas elucidará muitas questões que por vezes, rodeiam a nossa maneira de caminhar com o Senhor.


Em primeiro lugar, observamos que Jonas recebe uma palavra, uma direção do Senhor.E esta direção vem antes da ação...ou seja, em primeiro lugar, ante a qualquer coisa, devemos pergutar:


"Senhor, qual a tua vontade nesta situação?Como queres que eu aja?"


Daqui vemos a importância de uma leitura da Palavra....é nessas horas que o Espírito Santo nos faz lembrar das palavras certas, e faz com que tenhamos a direção certa, o prumo para tomar as nossas decisões.


Assim sendo, primeiro OUVIR, e depois AGIR!!!


Em seguida, depois de ouvir, recebemos a PERSPECTIVA DE DEUS....


Interessante como o Senhor se refere à Nìnive....grande cidade.


É muito diferente de dizer "Cidade grande".Aqui temos um adjetivo de tamanho, enquanto no primeiro caso, temos um adjetivo de qualidade.Apesar de o Senhor estar prestes a julgar aquela cidade, Ele vê o potencial daquelas vidas, e os ama....por isso, Ele envia Jonas para pregar o arrependimento.


Confirmamos a visão que o Senhor tem de Nínive neste texto:


"e não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que há mais de cento e vinte mil pessoas, que não sabem discernir entre a mão direita e a mão esquerda, e também muitos animais? " Jn 4.11


Era assim que o Senhor via aquela cidade....os via perdidos, sem diferenciar a mão esquerda da direita.Quantas coisas, pessoas, relacionamentos não deixamos para trás, por não ter a perspectiva de Deus?Não ter a sua visão?Por mais que pensemos que algo não tem mais jeito, para o Senhor, nada é impossível...


Continuando, sabemos que Jonas desobedece ao Senhor, toma a direção contrária de Nínive, ruma para Társis, e no meio da viagem se levanta uma tempestade que coloca em risco a vida do profeta e dos marinheiros que estavam com ele.


Observemos o texto:


"Então, lhe disseram: Declara-nos, agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual a tua terra? E de que povo és tu?" Jn 1.8


É tremendo o modo de Deus agir....Ele fala través dos marinheiros a Jonas, e o faz lembrar: "Qual é a tua ocupação?" - qual a tua posição, Jonas...o que fazes aqui?


Assim, Jonas é confrontado com sua rebeldia, declara a sua culpa, e pede que seja jogado no mar....


Num texto anterior, no meio da tempestade, Jonas dormia profundamente....


É assim que acontece quando estamos fora da posição: dormimos, enquanto atraímos a morte não só para nós, mas para os que estão ao nosso redor.


Precisamos acordar!!!!


Qual a sua posição?Como marido, esposa, filho, discípulo de Jesus...estamos na posição?Temos ouvido....e depois agido?


Quantas situações adversas por tomarmos decisões preciptadas....



Que neste dia, possamos tomar a decisão de obedecer ao Senhor, ouvir a Sua voz, ser tardio do agir....e ir ao lugar certo, levando a vida de Deus, e não a morte de uma vida vazia e distante dos propósitos do Senhor!


Um ótimo fim de semana a todos,


Daniel Ben Iossef

Nem tudo era dEle...




Shalom!

Li este texto e achei interessantíssimo.....por isso, repasso a vocês!


Boa reflexão!!!


Nem Tudo Era DEle
Inspirado em Stanley Jones

Disse um poeta um dia,
fazendo referência ao Mestre amado:
"O berço que Ele usou na estrebaria,
por acaso era dEle?

- Era emprestado!

E o manso jumentinho,
em que, em Jerusalém, chegou montado
e palmas recebeu pelo caminho,
por acaso era dEle?

- Era emprestado!

E o pão - o suave pão
que foi por seu amor multiplicado,
alimentando toda a multidão -,
por acaso era dEle?

- Era emprestado!

E os peixes que comeu
junto ao lago e ficou alimentado,
esse prato era seu?

- Era emprestado!

E o famoso barquinho?
aquele barco em ficou sentado,
mostrando à multidão qual o caminho,
por acaso era dEle?

- Era emprestado!

E o quarto em que ceou
ao lado dos discípulos, ao lado
de Judas, que o traiu, de Pedro, que o negou,
por acaso era dEle?

- Era emprestado!

E o berço tumular,
que, depois do Calvário, foi usado
e de onde havia de ressuscitar,
o túmulo era dEle?

- Era emprestado!

Enfim, NADA era dEle!
Mas a coroa que ele usou na cruz
e a cruz que carregou e onde morreu,
essas eram, de fato, de Jesus!"

Isso disse um poeta, certo dia,
numa hora de busca da verdade;
mas não aceito essa filosofia
que contraria a própria realidade...
O berço, o jumentinho e o suave pão,
os peixes, o barquinho, o quarto e a sepultura,
eram dEle a partir da criação,
"Ele os criou" - assim diz a Escritura...
Mas a cruz que Ele usou
- a rude cruz, a cruz negra e mesquinha
onde meus crimes todos expiou,
essa não era Sua,
ESSA CRUZ ERA MINHA!

Gioia Junior

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Solidariedade....faça a sua parte!





Shalom, amados!


Em vista do que aconteceu aqui em Santa Catarina, que você possa fazer a sua parte tmbém....ajuda aqueles que tudo perderam, pois o caos [e grande, e depende também de nós ajudar o nosso próximo, seja com alimentos, colchões, ou mesmo em dinheiro para a reconstrução de tantas casas que foram destruídas pelas enchentes.


Por isso , acesse o link abaixo, da defesa civil, e ajude agora mesmo!


http://www.desastre.sc.gov.br/


Na misericórdia do Messias,


Discernidor

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A semente e o caminho...




"E, quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho (hodos), e vieram as aves e comeram-na;" Mt 13.4


Shalom!


Amados, estive meditando neste texto, a parábola do semeador, e achei algumas coisas interessantes que gostaria de compartilhar com vocês...


A palavra "hodos", traduzida como "caminho", tem a conotação de caminho, estrada, via,modo de vida.Pode adquirir também o sentido de meio e modo de atingir ou levar a efeito alguma coisa, medidas, procedimento, o estilo e modo de realizar algo, e pelo qual se vive.


Na Septuaginta (versão grega do Antigo Testamento), também se emprega o termo no fato de que Deus guia seu povo por um caminho – fora do – Egito – e depois terra prometida.Caminho na Septuaginta também significa os atos ou o comportamento dos homens, o levar a vida-Ex 18.20.


Assim sendo, surge a pergunta: como tem sido o nosso caminho?Como vivemos a nossa vida?


Interessante pensar que sementes são lançadas diariamente em nós...afinal, somos "Adamah", terra, e é onde as sementes lançadas podem ou não germinar.


Aprendemos que as sementes que são lançadas à beira do caminho, ou seja, à parte de nosso modo de vida, não frutifica.Ela não cresce, não desenvolve, e não produz fruto.


Assim, as sementes que recebemos de Deus, quando não colocadas em prática em nossa vida, traduzindo aquilo que Tiago fala " da fé morta, que não possui obras..." não traz o que se espera dela.Não há transformação de vida, restauração, salvação....e até aquilo que foi semeado se perde.


O nosso Senhor tem uma expectativa em relação a nós, à nossa vida.Ele mesmo trata de semear em nós, seja através do que é pregado em um culto, uma célula, através de outras pessoas....Ele nunca deixa de lançar as sementes em nós.Mas o que estamos fazendo com as sementes do Senhor?


Temos permitido, recebido e cultivado elas?


Ou elas estão à beira do caminho, da nossa vida....e nada produzem?


Nossa vida é frutífera?


Quantas vezes murmuramos que "nada acontece..."?


Achamos que todos são respo´nsáveis por isso, até mesmo nosso Senhor....quando na verdade, a culpa é nossa!


Então....chega de vivermos "á parte" dos caminhos de Deus!E deixemos que as sementes lançadas produzam seus frutos....a 30,60 e 100 por um!


Pois toda árvore que não produz fruto é lançada fora....


No Messias,


Daniel Ben Iossef

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Legado...




"Estas são as gerações de Noé.Era ele homem justo e perfeito em suas gerações, e andava com Deus".Gn 6.9


Shalom!


Quero começar hoje com uma pergunta: qual o legado que você tem deixado em sua caminhada neste mundo?


Interessante observar que, ao contrário de outras passagens, aqui a Palavra afirma que o legado de Noé não eram seus filhos, mas características de seu caráter...


Mais do que deixar filhos, posses e bens para sa futuras gerações, Noé deixou a marca de sua retidão de caráter, de sua comunhão com o Eterno.


Claro, devemos nos preocupar com a geração seguinte também no aspecto material.Isso é bíblico....pois os bens e riquezas devem ser transgeracionais, ou seja, passar de pai para filho.Mas não é disso que estamos tratando hoje.Este não é um fim em si mesmo, mas apenas um meio...


Temos tantos exemplos nas Escrituras de homens de Deus que marcaram a sua geração.Realizaram grandes feitos no nome do Senhor....mas assim que partiram, não houve continuidade de seus atos...


Podemos, por exemplo, analisar a vida do profeta Samuel: o maior dos Juízes de Israel, que ungiu a Davi e, no discurso final de sua vida, pôs à prova sua idoneidade perante o povo, e a nação reconheceu isto em sua vida.Mas e sua herança como pai, como família?A Palavra nos afirma que seus filhos não seguiram o exemplo do pai, ao ponto de a nação pedir um rei, e não os aceitou como sacerdotes e juízes.


Ou então Davi.....grende diate do Senhor e de Israel como rei, guerreiro, adorador.....basta vermos quantos salmos escritos por ele atravessaram milênios como textos que falam profundamente ao nosso coração....e fazem parte de nosso dia-a-dia.Mas e Davi como pai?


Quanta tragédia em sua família...estupro, assassinato, mentira, adultério.....este é o legado de um bom pai?alguém como uma intimidade tão grande com Deus como ele tinha?


Por isso, devemos refletir que marcas estamos deixando em nossa caminhada...imprimimos a marca de retidão, integridade, inteireza de caráter, ou então o que deixamos para os que estão ao nosso redor são apenas desculpas, feridas e ausência?


O que estamos escrevendo no livro de nossa vida....quando for colocado as gerações e a herança que deixamos?


Pense nisso...


No Messias,


Daniel Ben Iossef

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Notícias apocalípticas....




Shalom!


Bem.....creio que o Senhor, nestes últimos dias, trará cada vez mais notícias relacionadas à Sua Palavra, e à veracidade dEla....e aí está mais uma!


"A descoberta de uma mina de cobre na Jordânia pode ser ser uma indicação da existência do personagem bíblico Rei Salomão, segundo arqueólogos.

Através de testes de radiocarbono, os cientistas constataram a existência de minas de cobre em uma região e época que coincidem com descrições feitas no Velho Testamento.

Até essa descoberta, acreditava-se que a extração e o aproveitamento do cobre só começaram a existir na Jordânia depois do século 7 a.C., ou seja, 300 anos depois da suposta existência do rei.

"A pesquisa apresenta dados científicos que confirmam o que está escrito na Bíblia", afirmou à BBC Brasil um dos líderes do grupo de arqueólogos, Mohammad Najjar, da instituição jordaniana Friends of Archaeology & Heritage, que conduziu o projeto em parceria com a universidade americana de San Diego.

"Foi uma surpresa, não esperávamos encontrar tantos artefatos de metal produzidos antes do século 7 a.C.", disse Najjar.

"Não é possível dizer com certeza se as minas encontradas são mesmo a do rei Salomão, mas neste momento, a possibilidade dele ter existido aumentaram bastante."

"O que se sabe indiscutivelmente é que o povo edomita - descendentes de Esaú, segundo a tradição hebraica - praticava a metalurgia na época indicada pela Bíblia, muito antes do que se pensava", disse.

A escavação vem sendo conduzida em Khirbat en Nahas, um antigo centro de produção de cobre ao sul do Mar Morto, desde 1997.

Lendas

Segundo o Velho Testamento da Bíblia cristã (que utiliza escrituras judaicas, o Tanakh), o rei Salomão teria unido os reinos hebreus de Israel e Judá por 30 anos, cerca de 1000 a.C..

Segundo a Bíblia, Salomão teria sido o terceiro rei dos hebreus, depois de Saul e Davi e seu reinado, um período de fartura.

No entanto, não existiam evidências de sua existência ou de um reino que dominasse conhecimentos de metalurgia à época naquela região.

As lendas em torno do personagem cresceram no século 19, quando o inglês Henry Ridder Haggard publicou seu romance de ficção As Minas do Rei Salomão, que popularizou o mito em torno dos segredos de supostas minas com tesouros em ouro, diamante e marfim. "

Fonte: http://www.oglobo.globo.com/ciencia/mat/2008/10/28/arqueologos_encontram_mina_que_pode_ter_sido_do_rei_salomao-586153965.asp

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Recebi e repasso a vocês...




Shalom a todos!



Recebi do meu amigo Eric uma reflexão interessantíssima....por isso, estou compartilhando com vocês!


No Messias,


Daniel Ben Iossef


Hoje foi um grande dia. Não houve qualquer acréscimo em minha conta bancária. O mundo continua caótico. A fome não foi erradicada e a pobreza permanece em franca expansão. Os índices de mortalidade continuam alarmantes e os males como violência, doenças, corrupção, promiscuidade e tantos outros ainda não dão sinais de enfraquecimento.



A grandeza do dia também não é reflexo de melhorias no meu universo imediato. Meu filho não passou no vestibular, minha esposa não foi promovida. Minha mãe não comprou uma casa nova nem meu sogro trocou de carro. Meus cachorros continuam fazendo “caca” onde não devem e meu emprego ainda apresenta as mesmas peculiaridades. Com toda essa “não mudança” meu dia foi muito bom. Hoje fui liberto e isso me fez muito bem.



Como assim liberto ? as mentes mais afoitas já imaginariam uma sessão de exorcismo com direito a benção do óleo ungido, água benta ou qualquer outro elemento que satisfizesse as exigências do modelo evangélico/católico de libertar. No entanto, me sinto livre de uma prisão algoz atávica, a prisão da mente.


Há muito um clamor arde no meu peito. Um desejo genuíno de ser eu, ser autônomo, ser feliz. Porém a necessidade de ser aceito pelo grupo desacompanhada de um senso crítico equilibrado me impulsionou a uma falsificação do ser.



Venho há algum tempo em luta interna com meus fantasmas e finalmente me sinto livre. E por mais incrível que possa parecer me sinto muito feliz pela liberdade de pensar. É isso mesmo, pensar !



Me dei conta que nossos guetos sociais nos enclausuram numa estrutura hermética, de linguagem determinada, pré-fabricada. Não eu não gosto disso. Gosto de pensar, transigir, racionalizar. Estou saturado do evangeliquês que de tão tacanho encontra dificuldade de comunicação com o pecador.



Fiquei olhando e analisando minha forma de viver, meu olhar a respeito do mundo e me percebi dentro de uma engrenagem incapaz de atender até mesmo os meus próprios anseios que dirá ser a resposta para as demandas sociais. Como cumprir então a grande comissão sem reavaliar minha posição ?



Reflito hoje com seriedade sobre o evangelho que fui ensinado. Quais as motivações incutidas na filosofia templocionista atual ? Há frialdade ou fervor ? Bem sei que a Palavra assegura que nos últimos dias os homens seriam mais amigos dos prazeres do que de Deus mas, não haveria nenhuma parcela de culpa pra mim ? Tenho eu sido de fato um sal que salga ?



Expressões como “Deus tem um plano pra você” ou “Jesus pode mudar a sua vida” tem que impacto na vida de quem ouve ? O evangelho importado dos EUA trouxe no seu bojo um programa auto-executável que ao entrar em contato com uma sociedade com tantas necessidades como a América do Sul rapidamente se tornaria num grande manual de auto-ajuda com direito a um mordomo divino e um tempero de hedonismo no prato servido pela máfia clientelista e utilitarista que compõe a casta de pseudo-sacerdotes do século 21.



Pra mim chega! Quero pensar e viver. O meu Senhor, O Eterno – Baruch atá -, é um Deus criativo e inteligente que não se coaduna com o processo de burrificação perpetrado pelas várias instituições da sociedade, inclusive a igreja. Pensar não é o problema e sim pensar diferente. Não faça isso, não fale aquilo, não isso, não aquilo, não aquilo outro. São muitos nãos que não encontram correspondentes porquês.



Quero ser povo e não público. O grito sufocado é por pensar, refletir, ponderar, transigir, encontrar novos meios, se reinventar. Quem disse pra mim que cultura e espiritualidade se dissociam? e pq eu acreditei?



Oração, leitura da Palavra, jejum, adoração e comunhão não são excludentes de raciocínio. Formação acadêmica não é antagônica ao crescimento espiritual. Jesus estudou muito, Paulo nem se fala, todos os grandes homens de Deus na história estudaram e muito. Pensar é um dom de Deus e quero usá-lo para glorificá-lo.



Se pudesse aconselhar aos jovens eu diria: Pensem. Não sejam massa de manobra dos caciques espirituais. Não se permitam amoldar a um sistema religioso que não contém a vida de Deus. Busquem, no viver diário expressar a vida de Jesus. Se submetam ao Espírito Santo e se permitam ser a cada dia transformados. Tornem-se mais parecidos com Jesus. Amem a todos, sirvam aos homens com alegria, optem por uma vida simples, livre do fluxo esmagador do consumismo capitalista desse mundo, calem a ansiedade da alma por adquirir, comprar, possuir... semeiem o altruísmo.


Abram os olhos e enxerguem ao seu redor, sempre há um vizinho doente, um amigo necessitado, um próximo idoso, órfão, viúva. Invista o seu dinheiro naquilo que é pão nas mais variadas formas (livro, música, vídeos, alimento) e compartilhem com tantos quantos puder. Conheçam a Deus e se multipliquem em conhecimento no homem.



Pensar, pensar, pensar...


Eric Jóia

sábado, 1 de novembro de 2008

A luz e as estações...




"E disse Deus: haja luzeiros no firmamento dos céus, para a separação entre dia e noite, e sejam por sinais, e por estações, por dias e anos." Gn 1.14


Shalom!



Neste momento da criação, o Senhor estabelece a separação entre dia e noite, entre a luz e as trevas.


O caos inicial já não se fazia mais presente.....e o Senhor estabelece a diferença entre as estações e épocas sobre a terra.


E nós.....sabemos diferenciar as estações em nossas vidas?Você, neste momento, sabe qual o tempo em que está vivendo?A estação em que se encontra?


Amados, precisamos aprender a discernir isto...afinal, nos relacionamos com pessoas que vivem seu próprio tempo, pessoas que vivem fora do tempo, ou vivem um tempo que ainda não chegou.


Aqueles que vivem fora do tempo parecem que deixaram algo no passado, uma espécie de àncora da alma...apesar de caminharem para a frente, estão constantemente olhando para o passado, para algo que ficou para trás.Seja um relacionamento, um ente querido que já partiu, um amor que ficou nas esquinas do passado.



Ao contrário, temos aqueles que vivem a esperar algo do futuro...não aprenderam com o que se passou, não atentam para o que está ao seu redor; pessoas, relacionamentos...e esperam, literalmente, por algo que um dia chegará.Um amor, um novo emprego, uma nova oportunidade.Mas exatamente por apenas olhar apenas para o futuro, não vêem que a construção do futuro começa exatamente no hoje!


E por último, aqueles que discernem o seu tempo.


Mas como podemos aprender isso?


A Palavra nos ensina que Jesus é a luz do mundo.E como a luz foi feita para iluminar a terra, da mesma forma, o Messias ilumina a terra que somos nós.Por que somos terra?Porque a matéria de que somos feito originou-se ali.Adam, o primeiro ser humano, foi feito a partir da Adamah, terra.


Assim, se eu tenho um relacionamento com o Messias, Ele que é a luz, Me ilumina e pela Sua luz, eu consigo diferenciar os tempos e estações de minha vida.Esta comunhão tem que ser diária.E a luz, que se faz presente, me dá condições para que sim, eu possa viver em meu próprio tempo, vivendo o que está diante de mim.Aprendendo com que se passou, retendo o que foi bom, e contruindo no presente, com um relacionamento sadio com quem está próximo de mim e com o Senhor, um futuro brilhante!


Um futuro luminoso....


Um futuro com o enviando de Deus, Yeshua Ha Mashiach.....Jesus, o Messsias.


Rumo à luz!!!


Daniel Ben Iossef

Notícias apocalípticas!




Shalom!


Olhem as afirmações do Secretário-geral da ONU, e reflitam...


Primeiro, a necessidade....e depois, o sujeito em questão...



O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu esta terça-feira aos dirigentes de todo o mundo que construam «uma liderança mundial», a fim de fazer face às várias crises mundiais e resistir à tentação do egoísmo nacional.




«Existe o perigo de as nações se virarem para si próprias em vez de encararem um futuro partilhado», disse Ban Ki-moon no discurso de abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas.




Ban Ki-moon enumerou os desafios que o planeta enfrenta - as crises financeira, energética e alimentar, os bloqueios nas negociações comerciais multilaterais e o aquecimento global - para acrescentar que o mundo também se confronta actualmente com a ausência de uma «liderança mundial» para lhes fazer face.



O principal responsável da ONU, que definiu os objectivos para a redução da pobreza no mundo como tema do debate deste ano, advertiu para «o perigo de ver o mundo recuar em relação aos avanços já conseguidos, especialmente no domínio do desenvolvimento e da partilha equitativa dos frutos do crescimento».



«Neste mundo actual, o desafio é cada vez mais o da cooperação, em detrimento da confrontação. As nações já não podem proteger os seus interesses e promover o bem-estar dos seus povos sem uma parceria com as outras nações», acrescentou.



Fonte: http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=1016924

domingo, 26 de outubro de 2008

A sós com o Pai...




" Quem vê a mim, vê o Pai...." Jo 14.9


Shalom!!!


Quando foi a última vez que você ficou a sós com o Pai?


Muitas vezes, pensamos que o relacionamento com o Criador resume-se em pedir e receber....e ficamos a pedir, pedir, pedir...


Isso não é errado!Mas se nossa oração se resume só nisso...


Imagine, por exemplo, em um casamento.Já pensou em seu cônjuge pedindo 24h por dia?Sempre pedindo, reclamando, ás vezes, murmurando, duvidando.....o dia todo?


Não dá, né?!?


Mas muitas vezes agimos assim com o Senhor....esquecemos que Ele é uma pessoa, alguém que tem sentimentos, que se alegra, que fica triste.....muitas vezes pensamos num Deus distante, que fica isento de sentimentos com aquilo que acontece a nós, e que apenas está nos céus para atender nossas orações...


Não!


Temos que romper com o comodismo que muitas vezes está tão impregnado em nós que nem o notamos!Jesus mesmo nos ensina que antes que as palavras cheguem aos nossos lábios, o Senhor já sabe o que vamos dizer!gastamos horas pedindo aquilo que está nos assegurado, simplesmente pelo fato de sermos Seus filhos.....afinal, não valemos mais que pardais?


Então amados....como está nosso verdadeiro relacionamento com o Senhor?


Não estou dizendo que interceder, pedir é errado....não!A proópria Palavra nos afirma o valor da intercessão, de insistir em uma oração...


Mas o que estou dizendo é se o nosso relacionamento com o Senhor se resume apenas a isso.Se pedimos, pedimos, e simplesmente levantamos, saímos do quarto e fechamos a porta para o Senhor.


Quando foi a última vez que você ficou a sós com o Pai, sem falar nada?Sem pedir, reclamar....mas só curtindo a presença e a comunhão com Deus, que não necessita de palavras humanas?


Experimente isso....eu mesmo, todos os dias, a primeira coisa que faço é colocar meus louvores prediletos, e fico na presença dEle....e digo de coração: o dia fica diferente!Só depois, é que peço, intercedo....mas antes de tudo, o mais importante: ELE!


Faça isso....e experimente uma revolução em sua vida!


Pois foi exatamente isso que o Messias veio fazer: rasgar o véu para que pudéssemos desfrutar da presença de nosso Senhor!


No amor do Messias,


Daniel Ben Iossef

sábado, 18 de outubro de 2008

Como?




"Como suportaria eu só as vossas moléstias, e as vossas cargas, e as vossas diferenças?" Dt 1.12


Shalom!!!


Aqui encontramos Moisés falando ao povo, e lamentando a situação que havia entre eles....e este lamento se traduz na palavra : COMO? - Echá em hebraico....um como na forma de lamento...


O povo estava envolvido em brigas, ciúmes, invejas...e Moisés aqui expressa sua dor ao povo...."como vocês podem agir assim, sendo o povo escolhido do Senhor?"


Quantas vezes pensamos assim?


Quantos "porquês" rodeiam nossa mente, nosso coração?Mas a pergunta certa não é porquê, mas como?!!!


Como a situação chegou a este ponto?


Prestemos atenção nas palavras de Moisés....e vemos aqui que tudo começa com as brigas entre o povo.E este "como?" proferido como um lamento está intrinsicamente ligado ao outras duas vezes onde esta palavra é pronunciada assim...


"Como se fez prostituta a cidade fiel! ela que estava cheia de retidão! A justiça habitava nela, mas agora homicidas." Is 1.21


"COMO se acha solitária aquela cidade, dantes tão populosa! tornou-se como viúva; a que foi grande entre as nações, e princesa entre as províncias, tornou-se tributária!" Lm 1.1


Aqui vemos que, após as brigas internas, duas coisas aconteceram: o afrouxamento moral do povo, e a consequente destruição da cidade.


Assim.....tudo começa a nível MICRO, e acaba num nível MACRO.


Pequenas discussões e diferenças não tratadas num casamento acabam em divócio, falhas de caráter camufladas que se externam em manias,depressões, obsessões.....a família é destruida, e a sociedade cai em seu nível moral, tendendo para a destruição...


E mesmo em nós, amados,.......aqueles "pequenos pecados" que não são tratados.....e mais tarde, se tornam a porta aberta para a destruição promovida por Satanás...



Por isso, como diz o Senhor em Isaías 1.18 "Vinde então, e argui-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve: ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã."


Tudo passa pelo arrependimento!


Realmente, eu creio que muitos dos "porquês" acabarão sem resposta....mas também creio que se abrimos o nosso coração para o Senhor, Ele nos falará, trará luz aonde ainda há trevas, e mostrará como alguns de nossos caminhos acabaram como não esperaríamos...



Então, amados.....deixemos o Senhor falar, tratar.....por mais que doa a princípio, o seu final será de cura....de nossas emoções, pensamentos,conceitos, de nossa alma.



Se você algum dia já se perguntou "como?", esteja, então , aberto para ouvir a resposta que vem do Alto.


É ela que trará a cura...


No Messias,


Daniel Ben Iossef

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O silêncio....




"És tu aquele que estava para vir ou havemos de esperar outro?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo:
os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho." Mt 11.3-5


Shalom!!!


Depois de alguns dias fora, resolvendo questões importantes, estamos de volta!


Bom, este texto sempre falou profundamente comigo........pois versa sobre o silêncio de Deus?


Mas como assim........o silêncio de Deus?


Encontramos aqui a "voz que clamava no deserto" silenciada pela prisão herodiana.João Batista estava preso, e creio que dúvidas assaltaram os seus pensamentos.Afinal de contas, Jesus não faria nada a respeito?Não era Ele o Messias?E não era ele, João Batista, aquele que estava lhe preparando o caminho?


Por que Jesus não o libertava?Era simples, claro.....para quem tinha o poder sobre enfermidades, espíritos malignos, a própria natureza......bastava apenas um estalar de dedos!


Mas nada....e finalmente, ele manda alguns discípulos a Jesus e lhe pergunta: é você mesmo o Messias?


Quantas vezes já fomos compaheiros de João......as dúvidas vêm, e nos pegam muitas vezes desprevenidos....e ficamos a perguntar a quem realmente servimos.Terá Ele poder mesmo de nos ajudar?Nos salvar?


Observemos a resposta de Jesus:


...."os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho..."


Ou seja, os rejeitados estão sendo aceitos no Reino!Pare para pensar....onde na Palavra encontramos os cegos, aleijados....sempre à beira do caminho, à margem da sociedade....mas o Reino que Jesus estava implantando era diferente!Um Reino onde as pessoas são aceitas pelo que são, e não pelo que fazem....você conhece alguma filosofia ou religião que fale isso?Pelo contrário, em todas as outras eu preciso das palavras certas, da postura correta, etc...


Outras caratcerístca do Reino: a morte não tem poder sobre ele!E este Reino está sendo pregado para os pobres, aqueles que aceitam pela fé a dádiva do Rei...


Observou agora?O problema não era a resposta de Jesus..........era João que não a conseguia ouvir!Entre aquela batalha que João podia ou não podia enfrentar, Jesus escolheu a que só o Messias poderia vencer!


Enquato João se preocupava com a prisão temporária, Jesus nos libertava da eterna....


Então, meu amado......quando as dúvias vierem, lembre-se: aprume seus ouvidos, e ouça o que o Senhor está falando......pois mesmo no silêncio, Ele está agindo!


Na hora da cruz, o Senhor nada falou.....e neste silêncio Ele resgatou toda a humanidade!


Aleluia!


No Amor do Messias,


Daniel Ben Iossef

domingo, 5 de outubro de 2008

Para que estou aqui ?


“ No princípio criou Deus os céus e a terra” Gn 1.1

“E viu Deus que a luz era boa...” Gn 1.4

“E chamou Deus a luz dia...” Gn1.5


Shalom!



Amados, observemos a seqüência de eventos que aconteceram no primeiro dia...



Em primeiro lugar, o Senhor exerce o ato criador.....criou Deus...



Depois, Ele vê o resultado de Seu ato, vê aquilo que havia pensado anteriormente....viu Deus...



Por último, o Senhor dá um nome àquilo que havia criado.... e chamou Deus...



Interessante esta seqüência: primeiro, CRIA, depois e CHAMA.Ao findar o primeiro dia, o Senhor faz distinção entre dia e noite – dá um nome, uma identidade a cada um, para cumprir o seu papel.De ser dia e noite.



Em Romanos 8.29, Paulo afirma que “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.”



Para entendermos mais profundamente o que Paulo está afirmando, vamos aos originais em hebraico do texto de Gênesis.A palavra traduzida por ver também tem o sentido de fazer distinção; e a palavra traduzida por chamou também tem o significado de comissionar.E é exatamente o que o Senhor faz conosco.




Segundo Paulo, Ele primeiro nos criou ( os que dantes conheceu), depois nos viu, ou seja, teve uma imagem de como seríamos ( ...conheceu...), e por fim, nos deu um chamado, uma missão ( também os predestinou).



Assim, querido, Ele te criou.O Senhor antes da fundação do mundo já visualizava a sua vida, sonhava no dia em que você viria ao mundo, e faria parte de Seu plano eterno.Um dia onde Ele poderia contar com você para o estabelecimento de Seu Reino.



Para sermos conforme à imagem de Seu Filho, Jesus.



Este é o plano eterno que Ele tem para nós.....de crescermos em graça e conhecimento, e rumarmos à nossa soberana vocação no Messias!




Mas quantos ignoram isto?Quanta depressão, sentimento de menos-valia....valores familiares destruídos, relacionamentos quebrados.



Mas esta não é a verdade.



Por isso......eu não sei como está a sua vida no momento em que você lê estas linhas.




Talvez você esteja exatamente passando por uma situação como citada acima.E não vê uma solução, ou mesmo a fé já perdeu a força.....

Mas levante-se!O Senhor não esqueceu de ti!Ele conhece as suas dores, suas lágrimas, suas dificuldades....mas em nenhum momento, Ele desistiu de você!Seu plano continua.....talvez tenha acontecido uma pausa, mas a Palavra mesmo nos garante que tudo contribuem para o nosso bem (Rm 8.28).




Caminha mais um pouco.....dobre a esquina....e veja o Senhor, ali, pronto para continuar a obra que Ele em tempos remotos criou para você!




Um grande abraço no Messias,

Discernidor


quarta-feira, 1 de outubro de 2008

A coragem e o desafio....



"Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes: porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares" Js 1.9
Shalom, amados!
Começamos mais um mês.................e só o Senhor sabe os desafios que teremos pela frente!
Esperanças, sonhos...quantas coisas abrigamos em nosso coração, e pensamos: "será neste mês?"
Que aquela promoção virá.....que a tão sonhada conversão acontecerá......que o milagre se concretizará.....
Mas às vezes, situações vêem até nós, e nos perguntamos..... temos capacidade?Será que
conseguirei realizar aquilo que o Senhor colocou diante de mim?
Nestas horas......como ficamos pequenos!
E como nos vemos dependentes do Senhor.Da Sua graça e misericórdia.Por que não é pela capacidade humana, mas pelo Espírito do nosso Deus.
Mas claro....o temor, o medo vem.Isso faz parte; afinal, somos humanos!
E nosso Pai bem o sabe...........por isso, amado, esforcemo-nos, e prossigamos!
Afinal, nossa força não está em nós, mas no Deus Eterno!
Encaremos o desafio!
Não seremos o primeiro....nem o último a temer...........mas não pararemos, enquanto assim o
Senhor não determinar!
Na força do Messias,
Daniel Ben Iossef

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Anomia



" Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade" Mt 7.23


Shalom, shalom!


Você já parou prá pensar em o quanto ama a Deus?


Qual o valor do Senhor em sua vida?


Neste texto acima, Jesus está falando com aqueles que, supostamente, tinham uma vida com Ele, e desfrutavam de uma intimidade com o Mestre.


Mas são tomados de suspresa pela resposta que o Senhor dá a eles : "apartai-vos de mim!"


Porquê?


Por causa da iniquidade......


.....mas o que é esta iniquidade?


No Grego, a palavra usada aqui é ANOMIA, que significa SEM LEI.


Sem Lei, sem a Palavra de Deus, sem viver a Palavra, sem experimentar uma mudança pela Palavra....


De nada adiantaram os sinais.....e vejamos bem, que a ênfase deles eram nos sinais que ELES haviam realizados....o foco estava neles, e não em Jesus.


Porquê?


Desconhecimento da Palavra.....não!


Mas a Palavra não habitava neles....................eram "anomos", sem Lei!


Por isto a pergunta inicial....o quanto amamos a Deus?


Amamos na medida que amamos a Sua Palavra....


Pois Ela é o próprio Deus, que se fez carne e habitou entre nós....


E Seu Nome é Jesus!


Amados, que possamos ser achados pelo Senhor como fiéis, e portadores de Sua Palavra....e principalmente, ter uma relação de intimidade com Ele!


Então....leiamos e estudemos!!!!!!!!!!!!!


Um bom dia a todos,


Discernidor

sábado, 20 de setembro de 2008

Florescendo para a vida...









"Tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor" Fp 3.8




Shalom, shalom!


Li este texto muito interessamte, e ou repassá-lo a vocês.....tenham todos um fim de semana abençoado!



A época da colheita é a estação alegre das espigas maduras, da canção festiva, dos celeiros cheios.Mas vamos atentar para o sermão que campo o nos dá.Esta é a mensagem solene que ele tem para nós :" vocês tem que morrer, para poder viver.Seu conforto e bem-estar não têm que ser consultados.Vocês tem que ser crucificados, não somente quando quanto aos desejos e hábitos pecaminosos, mas a muitos outros, que parecem inocentes e retos."



Se você quiser salvar a vida dos outros, não pode salvar-se a si mesmo.Se quer dar muito fruto, precisa ser sepultado em trevas e solidão.


O calvário dEle floresceu e frutificou; assim será com o nosso também.Abundância sairá da dor; vida, da morte.Não é essa a Lei do Reino?


Quando o botão se abre numa flor, chamamos isso de morte? - selecionado


Discernidor

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

E assim foi feito...


"E criou Deus o firmamento e fez divisão entre as águas que estavam abaixo do firmamento e as águas que estavam acima do firmamento e assim foi feito." Gn 1.7


Shalom!


Quero ressaltar algumas coisas interessantes quando observamos este versículo.A princípio, vemos que o Criador criou o firmamento e após isso, ele faz separação entre as águas.Até aqui nada de novo.


Mas...


Olhando um pouco mais profundamente, alguma lições muito interessantes podemos extrair daqui, e quero ressaltar, então, dois aspectos importantes para a nossa caminhada diária.


Em primeiro lugar, a separação entre as águas.


Será que havia alguma diferença entre as águas, para que fossem separadas?Alguma diferença quanto a composição?NÃO!


Elas eram iguais ANTES da separação, e se mantiveram iguais DEPOIS da separação...


O que as diferenciou foi o propósito que Deus tinha para a água, e por isso foram divididas.Da mesma forma, perante o Senhor todos nós somos iguais.Não temos diferenças quanto a composição, não é mesmo?Somos feitos da mesma matéria: pó!


Mas há diferenças quanto ao lugar que ocupamos, o lugar ao qual estamos destinados.


Em outras palavras......o reflexo e a diversidade do Corpo de Cristo!


Ao mesmo tempo que somos iguais no Reino, somos diferentes também pela função que desempenhamos no Reino.Isso é o que Paulo fala em 1Co 12.E o que faz esta distinção é a vontade soberana de Deus!


Você sabe qual a sua função no Reino?


Em segundo lugar, as águas fizeram EXATAMENTE o que a Palavra liberada lhes ordenara.Não criticaram, adiaram, adiantaram, questionaram, esperaram....elas simplesmente obedeceram!E a divisão foi feita, e o propósito realizado.Umas acima, outras abaixo...mas todas no seu lugar!


Que maravilha.....e que lição para nós!


Veja bem.....devemos fazer o mesmo que as águas.Obedecer.Não questionar, reclamar, murmurar, mas obedecer.Procurar o nosso lugar e cumprir o propósito do Criador, e viver assim o Seu Reino!


Lembre-se: nosso papel não é questionar, mas obedecer!


Aleluia!


Temos obedecido?Temos feito a diferença onde habitamos, ou no meio onde nos relacionamos?



Aí sim.....a última palavra do verso em hebraico "ken" reflete o que acontece quando obedecemos.... "e assim foi feito..." , a obra foi concluída!


Que o Senhor conclua a Sua obra em nós!!!


Meditemos nisso......


Uma boa semana a todos,


Discernidor

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Fé ou fidelidade?


"... o justo viverá pela fé" Rm 1.17
Shalom!
Como temos vivido a nossa fé?
É interessante observar este texto, tão pregado e falado no meio cristão: o justo viverá pela fé.Mas o que isso significa?
Em primeiro lugar, aqui Paulo está fazendo uma citação do profeta Habacuque (2.4), onde a palavra usada para fé é "emuná" em hebraico, que tem o sentido mais correto de fidelidade.
Sendo assim, teríamos a expressão....o justo viverá pela fidelidade.
Você concorda que isso muda muita coisa?
Em primeiro lugar, a salvação é recebida pela !Fé no Messias de Israel, Yeshua, redentor da humanidade.Aquele que por Seu sacrifício nos deu a oportunidade de vivermos uma vida diferente, livre de vícios, prisões na alma e de paz em meio a tempestade.
Aquele que nos deu uma razão para viver.
E isso sim, recebemos pela fé.
Esta nova vida é o Evangelho, as boas-novas.
Vale ressaltar uma coisa: o cristianismo é a única "religião" do planeta onde "vou para o céu" não por méritos próprios ou sacrifícios, mas por aceitar o "meu sacrifício" feito por outro, Jesus.Assim sendo, posso viver feliz por ser aceito pelo que sou, e não pelo que faço ou deixo de fazer.Assim, temos pessoas agradecidas por receber algo que não tinham merecimento, e não arrogantes que "vão para o céu" por causa das suas atitudes e obras.
Em todas as outras, em muitas "religiões" precisamos ter a atitude certa, as palavras certas, peregrinações certas...ou estamos fora!
Não sei qual a visão que o leitor tem do Evangelho, mas ele não é nada parecido com o que vimos muitas vezes dentro das quatro paredes dos templos....o Evangelho é novidade de vida, a possibilidade de um recomeço, é viver a identidade e a realidade de quem eu sou, sem máscaras....e saber que sou amado por Deus assim!
Jesus não veio fundar "religião" alguma....mas resgatar o que se havia perdido: a comunhão dos homens com o Seu Criador!
E para isso tudo.....é necessário fé!
Mas onde estra a fidelidade?Bom, a resposta está no que Paulo fala acima....somos salvos pela fé, mas vivemos pela fidelidade!
Fidelidade aos princípios do Reino, à Palavra do Rei, à Sua vontade.De nada adianta aceitarmos aquilo que Jesus fez por nós, mas ignorarmos à Sua Palavra, pois esta mostra quem Ele é.Fidelidade a quem somos, e aos princípios de vida que almejamos para a nossa família, nossa sociedade.
Por acaso, podemos dizer que conhecemos alguém, ou mesmo que amamos nosso cônjuge, e ignorarmos o que a pessoa nos fala?Pois a base de qualquer relacionamento está na comunicação...e isso vale para nosso relacionamento com Deus!
E então...temos sido fiéis a Deus?
Temos vivido a "Emuná" - fidelidade?
No Messias,
Discernidor

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Haja luz!!!


"E disse Deus: haja luz, e houve luz" Gn 1.3


Shalom!


Pela Palavra, aprendemos que o Senhor fez a luz!


Mas de onde Ele criou a luz?O homem e os animais, Ele formou do pó.Os peixes, da água.....mas e a luz?


Você já se perguntou isso?


Será que podemos aprender algo aqui?


Com certeza!Aprendemos algo que muitas vezes esquecemos, ou ainda nem sabemos:


- só podemos dar aos outros aquilo que temos -


Pense nas implicações da afirmação acima: como falar de amor, se não amamos?Falar de perdão se não perdoamos?Pregar o evangelho...se não vivemos o evangelho?


Mas porque dar aquilo que temos?Vejamos o exemplo de nosso Pai : segundo o texto de 1Jo 1.5, Deus é luz!


Assim, Ele estava criando algo que já estava nEle.E assim deve ser conosco.Assim podemos pregar as boas-novas que muda as circunstâncias que nos cercam, as pessoas com as quais convivemos.Tendo as boas-novas DENTRO de nós.Fazendo parte de nosso ser.


Este texto também nos fala do Messias....afinal, Jesus é a luz do mundo (Jo 8.12), e luz que veio a mundo (Jo 3.19).


Que possamos viver o Reino.....a cada dia, um aspecto a ser aprendido, a ser vivenciado, a ser feito "carne" em nós.


Pois só os verdadeiros filhos do Altíssimo, que verdadeiramente vivem aquilo que pregam , é que vão impactar o mundo nestes tempos do fim...


Seja um deles....


No Messias,


Discernidor

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Notícias apocalipticas!


Shalom!


(IsraelNN.com) Assim como o povo judeu prossegue em regressar às suas terras ancestrais, alfaiates, do Instituto do Templo em Jerusalém, começaram a realizar medições dos Kohanim (a tribo sacerdotal designado para executar os serviços Templo), no início deste mês em antecipação de um ainda maior evento - a dedicação do Terceiro Templo.

Link:

http://www.israelnationalnews.com/News/News.aspx/126721



Discernidor



quarta-feira, 3 de setembro de 2008

A criação de Gênesis 1.1


"No princípio criou Deus os céus e a terra" Gn 1.1


Shalom!


Vou compartilhar algo do meu devocional de hoje.....


Gn 1.1"Bereshit bará Elohim et hashamain ve'et ha'arets"


-Observem comigo....


-aqui temos a criação ANTES de ela ser narrada.......


São SETE as palavras - e sete em hebraico é "shabah" - parece a mesma raiz de "descanso", que em hebraico é "shabbat" - o sétimo dia!


São seis letras "álef" - assim como são SEIS os dias da criação.Esta letra tbém está presente quando escrevemos "eu", em hebraico (ani)


A única palavra que não tem "álef" é "céus" - shamain. - pois no céu é descanso, e o álef que são os 6 dias Deus trabalhou.


Há 2 vezes na frase o alef (1ª letra do alfabeto) + Tau (última letra) - representam a soberania de Deus sobre todas as coisas.


Então, podemos aprender que sempre antes de qualquer coisa, haverá Deus.


E no verbo "criou" - bará, tbem tem o sentido de "dar forma, novas condições e ciscunstâncias, e transformações....


Que em nossa vida, o Eterno possa dizer BARÀ - trazer novas condições, transformar aquilo que precisamos crescer......pois tudo vem dEle!


Espero que tenha sido bênção para vcs, assim como foi para mim...e vai continuar sendo, pois vou meditar ainda nisso o resto do dia!


Baruch haShem!


Discernidor

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Viver o ensino...


" E por que me chamais:'Senhor, Senhor', e não praticais o que Eu vos ensino?" Lc 6.46
Shalom!
Começamos mais um mês....e por isso, vale a pergunta: temos vivido aquilo que aprendemos?
O Evangelho, ao contrário do que muitos pensam, não é uma nova religião.Uma filosofia, ou idéias revolucionárias....
O Evangelho é um modo de vida.
É a Torá na pessoa do Messias Jesus.
Um dos textos mais lindos das escrituras encontra-se nos capítulos 5,6 e 7 de Mateus.E Jesus esmiuça a Lei de Deus, afim de nos trazer a vida.
Mas a despeito de tantas coisas que Deus nos ensina em nosso dia a dia, o que temos colocado em prática?Como temos vivido?
Tenho notado que o caráter não é fruto de uma ação direta de Deus, mas sim de escolhas nossas.Tanto que encontramos pessoas com um caráter irrepreensível fora da Igreja, e pessoas com um caráter duvidoso dentro dela.
Por isso a pergunta.......vivemos o que aprendemos?
Podemos chamar Jesus de nosso Senhor?
O que o Mestre quer dizer aqui é que nada vale assiduidade nos cultos, correntes, campanhas......se não há intimidade.Qual foi a última vez que ficou na presença dEle, sem pedir nem falar...apenas ouvindo a Sua voz?O mesmo o silêncio.....onde a Sua presença fala mais do que qualquer palavra?
Por isso, meu querido (a), se já faz algum tempo que você não passa um tempo a sós com o Senhor, aproveite este novo começo..............de semana, de mês............e recomeçe uma nova vida com o Pai.
Ele está ansioso por um momento a sós com você!
No Messias,
Discernidor

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Saindo do virtual


Shalom, amados!
Mais uma vez, repasso a vocês um texto do meu amigo Dourado....leiam e aproveitem!
Tive a oportunidade de refletir sobre este texto e gostaria de compartilhar com vocês aquilo que tenho aprendido.
Este texto é conhecido de muitos e está no contexto que uma mulher esposa de um profeta (poderia ser esposa de um pastor nos dias de hoje) simplesmente o homem morre, e deixa de herança dívidas e agora os credores estão a porta para levar seus filhos, pois a lei dizia que se o marido morresse, a viúva herdava a dívida e não conseguindo pagar, logo o credor era amparado por lei a pegar seus filhos para serem escravos até que a dívida fosse paga.
Interessante neste texto observamos que o homem era um profeta ( um homem de Deus ) e ainda assim estava com dívidas que podiam ser frutos de uma má administração ou ainda de uma má fase que ele estava passando na área financeira ( se a história fosse no Brasil hoje seria muito fácil ), contudo ele deixou dívidas e agora seus filhos teriam que pagar, logo os credores não eram enviados pelo MALIGNO mas estavam simplesmente amparados pela lei e assim deveria ser feito.
Agora aquela mulher não tendo mais o que fazer decide pedir ajuda ao profeta, ele pergunta o que ela tem em casa, a mulher responde que tem uma pequena botija de azeite, o profeta pede que ela busque vasilhas emprestadas, então o azeite começa a ser multiplicado e só termina quando todas as vasilhas estão cheias, após isso vem a ordem do profeta: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto, pronto o milagre foi estabelecido.
Sempre quando vejo o relato de um milagre, eu gosto de analisar a história e também a meta-história, ou seja, aquilo que está por trás, o que levou aquele milagre a acontecer, qual foi a dinâmica do milagre e esse texto é mais um desses.
Enquanto escrevo estas linhas, estou precisando de um milagre e ao ler este relato aprendo algumas coisas acerca de como um verdadeiro milagre acontece:
1 – Saio do VIRTUAL e mergulho na REALIDADE
Hoje em dia somos tentados a vender imagem na sociedade, daquilo que somos e fazemos, e existe um grande problema em vender imagem, pois mais cedo ou mais tarde descobriremos que nos amam não por aquilo que SOMOS mas por aquilo que PARECEMOS SER diante da sociedade.
E posso citar casos simples de pessoas que vendem imagem ou vamos dizer que nunca vimos alguém que vende uma imagem na área financeira, pessoas que usam um calçado que o valor desse calçado é exatamente o mesmo do seu salário, então parcelamos e quando vamos ver estamos em um mar de dívidas.
Assim também é na área familiar, enfrentamos os maiores problemas mas não buscamos ajuda, pessoas que quando estão na sua roda de amigos, o seu casamento é uma imagem, são carinhos, beijos e abraços, mas dentro de casa é totalmente ao contrário.
Assim foi com essa mulher, independente do seu marido ser um profeta, um homem de Deus, ela não criou uma imagem de que estava tudo bem, não projetou um holograma pra aqueles que a rodeavam, simplesmente não tendo mais o que fazer, ela recorre à Deus através do profeta Eliseu.
2 – Reconheço aquilo que eu tenho
E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.
É interessante ler este texto e ver como as coisas mudam dependendo do ângulo que leio este texto.
Em uma lida rápida vemos o profeta dizendo: Que te hei de Fazer?? Que nos leva a famosa frase: O que eu tenho a ver com isso?? Não posso fazer nada por você.
A mulher quando responde ao profeta diz: Tua serva não tem nada em casa.
Mas observe de novo o texto e veja que ainda que o profeta diz: O que te hei de Fazer, ele ainda pergunta o que ela tem em casa e a mulher que a princípio diz que não tem nada, termina dizendo que tem uma pequena botija de azeite.
Afinal ela não tem nada ou ainda tem alguma coisa, realmente fico maravilhado com este texto, pois ele me mostra que:
2.1– Ninguém é tão pobre que não tenha nada.
2.2- Se olharmos direito com certeza ainda temos algo dentro de nossa casa para que o milagre aconteça.
Interessante observamos que essa mulher que não vive uma vida de imagem nos ensina um outra coisa acerca de milagre.
Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas.
3 – Não me preocupando com a opinião alheia
Imagine essa mulher que está com dívidas e nem como comprar comida, agora começa a sair pela vizinhança e pede panelas, os vizinhos com certeza poderiam perguntar o porque disso tudo, mas ela não se preocupa, pois sabia que por mais estranho que aquilo pareça, era um ordem de Deus através do seu profeta.
4 – Estar preparado para receber
Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia. Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia. E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou.
Enfim, este é um ponto importante, conheço muitas pessoas que não estão preparadas para receber um milagre da parte de Deus e e vejo muito isso acontecer principalmente na área financeira, muitos que recebem um carro por um milagre mas agora esse mesmo carro só o leva para longe da Casa de Deus, vamos a todos os lugares com o nosso “milagre” menos na casa de Deus, pessoas que passam o dia todo cuidando, tratando do seu carro, que é o seu milagre entretanto nunca sua esposa foi tratada com tanto carinho ou cuidado, mas enquanto o seu carro, recebe muita atenção
Logo, este preparado para receber um Milagre da parte de Deus, pois com certeza já foi liberado para mim e para você, basta estarmos preparados para receber.
Por isso é hora de sair do virtual, reconheça a sua realidade e coloque sua pequena botija de azeite, sua pequena fé, sua pequena esperança nas mãos de Deus, pois com certeza Ele vai multiplicar.
«Dourado»
Texto Base 2 Reis 4

Palavras....


"São estas as palavras que Moisés falou a todo o Israel..." Dt 1.1


Shalom!


O quinto livro, conhecido por nós como "Deuteronomio", é conhecido pelos judeus como " Palavras" - devarim.


Neste momento da história, Deus repete a Israel a Sua Lei, e como eles deveriam andar de modo a estar no centro da vontade de Deus.


Mas algo interessante a se observar....


Muito antes, havia uma terra que era sem forma e vazia de um lado...e um Deus cheio de criatividade de outro....


E este Deus, ao "reformar" a terra, não coloca a Sua mão....Ele fala!Com a Sua Palavra, Ele dá ordem ao caos, e tudo se torna harmônico, conforme a Sua vontade.


E quantos de nós não tínhamos a vida como um caos?Ou vemos este caos ao nosso redor, em nossa família, trabalho, amigos, etc...


Como fazer para dar fim neste caos?Como sobreviver ao caos que donia nossa sociedade?


Com Palavras!


Mas não qualquer palavra....mas a Palavra de Deus!


E é exatamente isto que o Senhor faz em nossas vidas....Ele tira o caos de nós, para que possamos ser Seus instrumentos na retirada do caos do mundo!


Por isso pregamos esta Palavra, vivemos esta palavra....


Para dar fim ao caos....e estabelecer o Reino de Deus em nossas vidas, e no mundo!


Pois importa que este Evangelho do Reino em todo o mundo, para testemunhos de todas as nações...e então nosso Messias e Salvador virá dos céus, para estabelecer Seu trono entre as nações!


Maranata!!


Vem Senhor Jesus!


Vivamos esta Palavra!


No Messias,


Discernidor

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

No deserto...



Shalom!
O quarto livro da Torá, que conhecemos por "Números", é chamado no hebraico de "Bemidbar", ou "No deserto".
Continuando o que já comentamos sobre os livros da Torá, vemos aqui que não basta apenas termos um princípio.Temos um nome, ou identidade, um chamado....para o deserto!
Mas qual a idéia que temos do deserto?
Claro, um lugar árido....seco, que nos transmite a sensação de falta, de solidão, de desconforto.
Só que você já pensou que é no deserto que Deus treina Seus filhos?
Vejamos.....Moisés, João Batista, Davi, Jesus........todos passaram pelo deserto ANTES do início de seus ministérios!E isso não foi à toa...
É necessário que o Senhor trate o deserto em nós ANTES de nos enviar a sermos instrumentos para a retirada do deserto dos outros....
E não é assim?
Pense nas pessoas que rodeiam você....em casa, no trabalho, na escola....quantas enfretam um deserto em suas vidas?E não sabem como sair dele?
Saiba que você é um instrumento nas mãos do Senhor para que Ele torne estes desertos em Édens!
Mas antes....Ele precisa tratar o deserto que há em nós...
E precisamos discernir em qual tempo estamos, a fim de não atrapalhar o trabalho do Senhor!
No amor do Messias,
Discernidor