quinta-feira, 24 de julho de 2008

Recebi e repasso a vocês...dia do amigo!



Shalom, amados!


Recebi um texto sobre amizade do meu amigo Dourado, que fala sobre amizade e o dia do amigo.O dia na realidade já passou, mas como amizade é um tema atemporal, pois todos nós necessitamos de amigos fiéis, deixo aqui com ele a palavra.


Boa leitura!



"Então o dia chegou dia 20 de julho onde se comemora o Dia Internacional do Amigo, não poderia deixar esse dia passar assim e desejar Feliz DIA DO AMIGO a todos que realmente o são e porque não compartilhar uma palavra com toda a comunidade.


Hoje, tive a oportunidade em meditar em João 11, Jesus vai a Judéia ressuscitar seu amigo Lázaro, mas existe um contexto que vale à pena ser comentado.


Citarei alguns versículos deste mesmo capítulo para maior compreensão do que quero compartilhar.


3 Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas.
7 Depois disto, disse aos seus discípulos: Vamos outra vez para a Judéia.
8 Disseram-lhe os discípulos: Rabi, ainda agora os judeus procuravam apedrejar-te, e tornas para lá?
9 Jesus respondeu: Não há doze horas no dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo;
10 Mas, se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.
11 Assim falou; e depois lhes disse: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono.


Aos a leitura destes versículos citados acima entendemos porque Jesus voltou a Betânia, aquele a quem ele amava estava enfermo e veio a falecer e Jesus disse o porquê estava voltando no versículo 11, Lázaro é meu amigo, é nosso amigo, por isso vou despertá-lo.


Chama-me a atenção o versículo 8, pois vemos que Jesus tinha que como um “mandato de morte” e estava sendo “procurado”, seus discípulos tentam alertá-lo e lembram que na última vez que estavam lá, tentaram apedrejá-lo mas agora Jesus quer voltar, mesmo com risco de morte, havia um amigo que estava morto e Ele precisava voltar. Sinceramente não sei o sentimento que veio sobre os discípulos, achando que Jesus era um “cabeça-dura” por não ouvi-los mas Jesus estava decidido a voltar por causa do seu amigo mesmo que ao chegar lá encontrasse com aqueles que queriam a sua morte.


Bem, a partir deste cenário, já se pode imaginar que realmente Jesus amava Lázaro, é fato e se cumpre a palavra de Jesus que está no livro de João ao revelar qual é amor maior que diz:


João 15.13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.



Creio certamente que aqueles que são pais, dão a vida pelos seus filhos, filhos dão a vida pelos seus pais, mas esse é um amor além de tudo consangüíneo, agora dar a vida por um amigo, alguém que você conhece e precisa nutrir a amizade, realmente dar a vida por um amigo é um amor maior e com certeza Jesus nosso melhor amigo, fez isso por nós, deu a vida por mim e por você, pois é assim que ele nos vê e é esse relacionamento que quer ter conosco, uma grande amizade.


Mas voltando ao texto entra em cena de repente o homem chamado Tomé, um homem que a muito foi injustiçado na palavra por ser um exemplo de um homem que não se deve ser, pois Tomé sempre foi conhecido como aquele que não tem fé, Tomé é um homem que eu tenho grande admiração, eu mesmo já ministrei várias palavras sobre a vida dele apesar de ter muito pouco registrado na bíblia, mas aquilo que a bíblia registra eu já consigo perceber seu caráter, gostaria de compartilhar hoje um pouco da vida de Tomé em nível de amizade, pois veja o que diz o próximo versículo.


16 Disse, pois, Tomé, chamado Dídimo, aos condiscípulos: Vamos nós também, para morrermos com ele.



Eu amo este versículo, tenho realmente um apego a este versículo totalmente especial, pois sei que o capítulo 11 de João relata um homem que estava morto e que agora ressuscita mas quando leio este verso, é quase que como o milagre da ressurreição é somente um detalhe que acontece neste capítulo pois muita gente não percebe o nível de amizade que Tomé tinha com Jesus, vou tentar explicar isso mais abaixo.


1 – Se Jesus está indo para encontrar lázaro, pois era seu amigo, agora o mesmo sentimento eu vejo em Tomé em relação a Jesus, Tomé simplesmente vira para os discípulos e como que grita com seu coração: Vamos também nós para morrermos com ele, afinal eu prefiro morrer com ele a viver sem ele.


2 – Percebam o nível de influência que Jesus tinha a vida de Tomé a ponto do mesmo desconsiderar viver sem Jesus do lado, viver sem ter seu amigo por perto, então era melhor ir e morrer ao lado dele, o mesmo sentimento que Jesus tem por lázaro, eu vou lá ressuscitá-lo, pois é meu amigo, ainda que eu tenha que morrer agora Tomé expressa a mesa coisa acerca de Jesus, vamos também nós para morrermos com ele, Tomé estava impregnado de amor por Jesus.


E é onde eu queria realmente centralizar meu texto, qual o nível de amizade que você tem hoje? Que tipo de influência as suas amizades geram em sua vida? Sua vida melhorou ou piorou depois que você conheceu aquele que hoje chama de amigo?


Hoje é bem verdade que uma grande arma do inimigo é colocar um mau amigo em nosso caminho, pois ele sabe que somos influenciados em nossas relações, pessoas começam a fumar por causa de amizades, casamentos hoje são destruídos por causa de amizades, existe uma máxima na Sociologia que diz: TODOS SOMOS PRODUTOS DAS NOSSAS RELAÇÕES. Tomando essa máxima como verdade fica muito fácil prever o futuro, pois para saber em quem vou me tornar daqui a Cinco anos é só olhar com que pessoas eu tenho me relacionado e como já dizia o ditado da vovó: DIGA-ME COM QUEM TU ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS.


Gostaria que hoje no dia do amigo, você viesse a refletir como está sua vida diante das pessoas que escolheu para chamar de amigo, como era sua vida ANTES dessa pessoa chegar e como é DEPOIS dessa pessoa chegar.


Fico a pensar o que Jesus com sua amizade com Tome o ensinou, pois mais a frente no mesmo livro de João, Tomé nos dá uma aula acerca de ter AMOR PRÓPRIO, vejamos o que diz o texto em João 20.


19 Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco.
20 E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor.
21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.
22 E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.
23 Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos.
24 Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.
25 Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.
26 E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco.
27 Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.
28 E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!



Desculpem não reduzir o texto, mas esta passagem é maravilhosa, Jesus agora ressuscitado, volta para encontrar seus discípulos, fala com eles e assopra sobre eles e Tomé não estava lá, e veja que Tomé correu um grande risco de ser rejeitado, pois Tomé foi sincero ao ponto de dizer: Vocês viram Jesus, tudo bem, mas eu não creio, logo, Tomé correu o risco de ser retirado do meio dos discípulos, correu o risco de perder seu círculo de amizades com os discípulos, pois afinal, todo mundo estava dizendo que viu e Tomé diz que não acredita porém aquele que tem AMOR PRÓPRIO e logo não precisa ter medo de ser quem é, simplesmente expressa o sentimento de não crer naquele momento, a não ser que toque nas mãos e no lado do seu amigo.


3 – Aqui aprendo mais uma vez com Tomé, onde não deixou de ser quem era simplesmente para ser aceito na coletividade, Tomé foi contra todos mas não deixou de expressar seus sentimentos, logo aprendo com Tomé que se eu tenho algum “amigo” que para me aceitar eu tenho que concordar em tudo com ele e deixar de ser quem eu sou na essência é melhor perder esse amigo do que deixar de ser eu mesmo, portanto se eu ou você temos algum amigo assim é melhor que ele se vá de nossas vidas, pois não estamos perdendo um amigo e sim sendo libertos dele.


4 – Neste texto, vejo um amigo que volta oito dias depois exclusivamente por causa de Tomé, um amigo que voltou para ele e que votando, seu contato foi muito mais íntimo com aquele por quem ele nutriu amizade, na sua primeira aparição, ele somente fala e assopra sobre os discípulos, agora com Tomé, ele diz: Tomé põe aqui o teu dedo na minha mão e agora toca no meu lado, perceba que com seu amigo o contato é muito mais íntimo. Fico a imaginar Jesus voltando por causa somente de Tomé, e a boa notícia é que Ele está voltando por minha e sua causa, Ele está disposto há voltar todo dia por mim e por você.


Será que ainda podemos dizer que esse homem chamado Tomé não tem fé? Jesus voltaria para um homem que realmente não tem fé? Sem fé é impossível agradar a Deus e esse homem não agradou? (isso é assunto para outro texto)


Gostaria que refletisse que tipo de amizades você tem nutrido no caminho e que tipo de influência elas geram em sua vida, será que você pode analisar hoje como era sua vida antes e depois dessa amizade?


Não quero hoje citar nome de amigos aqui dos muitos que eu tenho, muito mais além do que o Orkut pode contar, mas gostaria de citar dois amigos que realmente não podem deixar de ser citados neste texto, pois realmente influenciam a minha vida.


Hoje minha vida é composta de A.C e D.C posso contar minha vida antes e depois de Cristo, pois esse amigo realmente me influencia a cada dia e também agradecer a Deus por minha vida também ser A.A e D.A, Antes de Adriana e depois de Adriana (minha esposa e conhecida por muitos hoje como Dourada ) tenho muito a agradecer a Cristo e a Adriana, por me ajudarem a me tornar aquilo que sou hoje, sou grato a Deus, pois quando olho no espelho eu amo o cara que está refletido lá, pois sei que ele é fruto dos relacionamentos que eu possuo.


Termino o texto com uma frase de William Shakespeare: Não importa o QUE você tem na vida, mas sim QUEM você tem na vida

Sou grato a Deus por cada amigo que tenho e desejo a todos da comunidade ( e deste blog) um FELIZ DIA DO AMIGO

««Dourado»»

2 comentários:

Dourado disse...

Obrigado Mano

jugrichi disse...

Bah! Que coisa linda...realmente nenhum amigo se compara ao Senhor, e por sua bondade e fidelidade ainda nos faz conhecer pessoas especiais que fazem muita diferença em nossa vida, pessoas que podemos chamar de amigos e deixar que sejam instrumentos de Deus pra moldar nossa existencia...Pessoas como vcs, meus amigos qridos...Deus abençoe, meus amigos...